quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Eternidade Mortal

Terceiro livro da Série Mortal, e até agora, considerei esse o mais chatinho. Quando o segundo livro termina, o leitor fica todo ansioso com os acontecimentos da vida pessoal da tenente Dallas, e o livro meio que decepciona nesse sentido.
Por trás da trama principal - assassinatos, like always - tem toda uma coisa engraçada acontecendo, com o Roarke zoando a tenente, ela ficando nervosinha com os acontecimentos, tendo que encarar umas coisinhas que ela considera beeem fúteis (tô tentando ao máximo não fazer spoilers!), então alguns trechos são mesmo bem legais.
A amiga dela, Mavis, ganha muito espaço nesse livro, e eu acho ela muito chatinha, prá falar a verdade. O assassino também não é dos mais criativos, tem todo um lance com drogas e celebridades acontecendo, achei boring.
Confesso que empurrei a leitura porque eu quero dar continuidade à série, mas se fosse um livro isolado, acho que eu teria abandonado, mesmo detestando fazer isso.

Um comentário:

San disse...

Oi menina!
Não li esse livro, eu não leio a não sei quanto tempo :P, não consigo terminar de ler o livro do seu primo, eu tô muito negação com minhas leituras. Tia Marildinha me contou a novidade da Camila, já imagino a euforia. E esse tempo seco, hein??!! Aqui o trem da feio também. Queimadas, fuligem, poeira, alergias!! Estamos tentando nos cuidar, mas tá difícil. Chove chuva!!!!
bjãããõoo